Eleições 2018: Com quantas propostas se faz um presidenciável?

Há tempos não nos deparamos com um período eleitoral tão caótico ou vemos uma quantidade tão grande de candidatos em destaque e campanhas online tão acaloradas, estas, que acabaram ofuscando até tanto o cobiçado horário eleitoral na TV quanto o na rádio. O brasileiro nunca esteve tão indeciso e inseguro diante da massiva variedade de candidatos e propostas. Mas quais seriam estas propostas?
Diante do cenário nitidamente fragmentado, pode se dizer que esta será mais uma eleição decisiva na vida dos brasileiros bem como um marco memorável na história da nossa democracia. Com propostas de diferentes interesses e ideologias os candidatos seduzem grandes massas neste último período eleitoral, a fim de solidificarem suas campanhas.
Com alguns direitos em xeque e outros prestes a serem conquistados os presidenciáveis traçaram planos para projetos sociais e instituições já conhecidas pelos brasileiros como o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), Sistema Único de Saúde (SUS) e o Bolsa Família.
Nesse caldeirão de ideologias, opiniões e propostas os candidatos travaram grandes embates, e o choque de opiniões foi inevitável. Propostas como: Reindustrialização do Brasil, plebiscito sobre aborto, armamento da população, cortes e investimentos em programas sociais também foram debatidas e não só fomentaram discussões como também dividiram a opinião do eleitorado brasileiro que vai às urnas amanhã.

Agora no segundo turno, devemos nos atentar ainda mais

as propostas dos candidatos, você pode visualizar clicando aqui.

Deixe um comentário